A Origem das Rosas

O nome vem do latim rosa e do grego rhodon. As rosas estão entre as flores mais antigas a serem cultivadas. A primeira parece ter crescido nos jardins asiáticos há 5000 anos. Na sua forma selvagem a flor é ainda mais antiga; fósseis dessas rosas datam de há 35 milhões de anos.
Muitas variedades de rosas foram perdidas durante a queda do império romano e a invasão muçulmana da Europa.
Após a conquista da Pérsia no século sete, os muçulmanos desenvolveram o gosto pelas rosas, e à medida que seu império se estendia da Índia à Espanha muitas variedades de rosas foram novamente introduzidas na Europa.
Durante a Idade Média, as rosas eram muito cultivadas nos mosteiros.
Era regra que pelo menos um monge fosse especialista em botânica e estivesse familiarizado com as virtudes medicinais da rosa e de flores em geral.
Hoje as rosas, principalmente as vermelhas , são o símb olo do amor.
Não há quem resista a uma dúzia de rosas vermelhas. Shakespeare, em Romeu e Julieta, com uma única frase definiu bem aquilo que sentimos por esta flor:
"Aquilo que chamamos rosa, com outro nome seria igualmente doce".
Histórias, Lendas e Mitos

Os Deuses Gregos
Afrodite deu uma rosa ao seu filho Eros, o Deus do amor. A rosa tornou-se um símbolo de amor e desejo. Eros deu a rosa a Harpócrates, o Deus do silêncio, para o induzir a não falar sobre as indiscrições amorosas de sua mãe.
Assim, a rosa se tornou também um símbolo do silêncio e do segredo.
N a Idade Média uma rosa era suspensa do teto da câmara municipal comprometendo todos os presentes ao silêncio.
Veneração
Os romanos acreditavam que ao decorar os seus túmulos com rosas, apaziguariam os Manes (os espíritos dos mortos) e os ricos incluiam em seus testamentos, que jardins inteiros de rosas fossem mantidos para fornecer flores para suas sepulturas.
O Imperador Nero

Nero era louco por rosas. Durante generosos jantares, pétalas de rosas "choviam" do teto para o banquete. Sabe-se que em alguns jantares, pessoas, evidentemente embriagadas, eram cobertas e sufocadas com pétalas de rosas.
Os romanos

Os romanos tinham as suas próprias idéias sobre a origem da flor. De acordo com a sua lenda, muitos pretendentes foram escolhidos para casar com uma bela mulher chamada Rodanthe, mas ela não se interessou por nenhum.
Estes homens estavam tão cheios de amor e desejo que se tornaram violentos e invadiram a casa de Rodanthe. Este episódio enfureceu a Deusa Diana, que transformou a mulher em uma flor e os pretendentes em espinhos.
Os chineses

Os chineses, no século V antes de Cristo, extraiam óleo das rosas que nasciam no jardim do imperador. Este óleo só podia ser usado pelos nobres e dignatários da corte. Se um plebeu fosse encontrado com a mais pequena porção deste óleo, era condenado à morte
.
a

Comentários sobre esta matéria? Escreva para mim.

carla@harassamurai.com.br

q